Notícias

a

Zenô

Zenô nos ocorreu ainda sem nome no 1º semestre desse ano. Estranho falar desse processo pois desde o dia 1 tínhamos curiosidade sobre como seria o resultado. A própria figura zen do personagem não aprovaria essa preocupação, mas assim foi.

Resumindo [já que queríamos que você visse o video] ao pensar o conceito da capa do EP, e olhar para as músicas que estamos gestando, ficou claro que deveríamos tentar colocá-lo na rua, entre as pessoas, num lugar onde ele as desafiasse de frente.

Só que o primeiro desafio foi nosso. Conhecer mais 2 demiurgos que nos ajudariam a parir um grafite no meio da cidade – com a permissão generosa das donas da parede e a autorização dos grafiteiros que já haviam marcado seu espaço.

_MG_1219

O Satão nos trouxe o entendimento do Grafite como criatura viva da rua. Sowtto nos trouxe a mágica de sua visão ilustrativa e sua paixão pela relação do Grafite com as pessoas. Grafite com G maiúsculo, que é coisa de gente adulta, entendida da arte e da vida urbana. Ambos nos deram a oportunidade de juntar 2 mundos, gerar uma compreensão mútua e abrir uma janela para todos que passam por essa calçada na 707 Sul.

Depois de 4 dias escaldantes de seca lá está Zenô chamando os pedestres pro jogo. Zenô não pede desculpas. Nem nós. Nem o Grafite.

Zenô – de sua parede – olha para os prédios do mundo real, de onde escorrem dúvidas, descaminhos, cortisol, mas também amor. Oferece seu olhar de senhor resignado, que sabe do peso e da insustentável leveza dos dias, e nos cumprimenta.

Zenô é nosso presente às pessoas da cidade. Nossos vizinhos, amigos, irmãos de asfalto.

Disk-and-Cover-Presentation-Mock-up_SDP

Clique na imagem para baixar o EP

A família Stoyca saúda todos os artífices, irmãos do grafite, e deseja vida longa à arte da rua, que surpreende e enriquece a vida dos passantes.